sexta-feira, 9 de outubro de 2009

ONG denunciará García Márquez por apologia à prostituição infantil


O Nobel de Literatura Gabriel García Márquez será denunciado por apologia à prostituição infantil por causa do projeto de adaptação para o cinema de seu romance Memórias de minhas putas tristes, anunciou a ONG Coalição Regional Contra o Tráfico de Mulheres e Meninas na América Latina e Caribe (CATW-LAC).

A ONG acusa o escritor de, ao ceder os direitos do livro para o filme - que começa a ser rodado em breve -, "massificar a mensagem e reivindicar poeticamente como natural essa atividade (a prostituição), o que leva à normalização do fenômeno e o faz ser considerado lícito".

"O suposto filme faria uma apologia da prostituição infantil, corrupção de menores e violação de uma menina de 14 anos. Isso coloca em grave risco todas os meninos e meninas pobres da América Latina e Caribe", explicou Teresa Ulloa, diretora da CATW-LAC.

O romance narra a vida de um homem de 90 anos que decide presentear-se com uma noite de sexo com uma adolesente de 14 anos

2 comentários:

  1. Oi, Paulo, passei para conhecer seu blog (adorei) e aproveitar para convidá-lo para participar da promoção no meu blog e concorrer ao sorteio de um livro. Eu ficaria muito feliz com sua visita. www.angeladalpos@blogspot.com
    abraço,
    Angela Dal Pos

    ResponderEliminar
  2. dê uma chance a sartre, mas recomendo que só leia quando estiver com boa vontade :)

    ResponderEliminar