segunda-feira, 5 de março de 2012

[Curiosidades Literárias] Fahrenheit 451



Já que mencionei o livro Fahrenheit 451 no tópico passado, vou falar uma curiosidade sobre ele. O livro, uma distopia escrita por Ray Bradbury, narra um futuro no qual os livros são proibidos, opiniões próprias são consideradas antissociais, e o pensamento crítico é suprimido. Na trama, os bombeiros não apagam incêndios, mas, sim, queimam livros e obras de arte. Em passagens surreais, o autor narra labaredas de fogos saindo das mangueiras em vez de água. 

O livro possui esse título, a propósito, porque Fahrenheit 451 é a temperatura na qual o papel pega fogo (antes de por esse título no livro, o autor consultou um bombeiro, mas jamais checou se a informação estava correta).

Outra curiosidade sobre a obra - que não é bem literária, mas também é interessante -, é que o livro foi adaptado para o cinema em 1966, em um filme dirigido pelo francês François Truffaut. Ao final, os créditos do filme não aparecem escritos na tela, mas falados (embora muitos críticos afirmem que isso é uma alusão ao fato dos livros serem proibidos na obra, o diretor nunca explicou a situação).

Sem comentários:

Enviar um comentário